Taxa de Rejeição em Web Analytics

A Taxa de Rejeição em Web Analytics é uma métrica controversa: isoladamente, pode remeter a algo de negativo que esteja ocorrendo em seu site, mas isso não é bem assim.

Taxa de Rejeição em Web AnalyticsDe acordo com o Google, “Taxa de rejeição em web analytics é o percentual de sessões de uma única página (ou seja, sessões nas quais a pessoa saiu do seu site na página de entrada sem interagir com ela).”

Ou seja, é um índice que por si só está ligado diretamente ao comportamento do usuário dentro de uma página do site, correto?

Então…para uma pessoa leiga em web analytics, deve se ter muito cuidado na hora de explicar esse conceito.

Sabe por que?

Vejam: suponhamos que um usuário recorrente acessa um blog, permanece na página do post durante todo o período necessário para lê-lo, e logo em seguida o abandona, indo para outro site.

Isso significa um indicativo negativo?

Claro que não! Se o usuário é recorrente, quer dizer que ele já conhece o seu blog, e que naquele momento ele não precisa necessariamente se aprofundar nele.

Então, se formos pensar nesse ponto de vista, precisaríamos analisar o comportamento os usuários novos do site para saber se ocorre um aprofundamento na visitação através da métrica Páginas/Sessão, por exemplo.

Se levarmos em consideração por exemplo, anúncios do Google Adwords, aí a história muda, vejam:

uma elevada taxa de rejeição a uma landing page por exemplo pode significar desperdício de verba, uma vez que uma página com esse tipo de arquitetura necessita, obrigatoriamente, de uma interação.

Essa interação pode ser um cadastro ou um clique quando o objetivo da campanha é, por exemplo, geração de leads.

Enfim, devemos ter parcimônia ao tratarmos a Taxa de Rejeição durante a análise de um relatório de métricas, pois isoladamente ela tem um sentido, mas analisada em conjunto com outras métricas pode levar a conclusões bem diferenciadas.

Fonte: http://resultadosdigitais.com.br/blog/o-que-e-taxa-de-rejeicao-bounce-rate/